Colégio Moderno

Projeto educativo

I. Concepção de Educação e Escola

1. Princípios Gerais Orientadores
Todos os homens têm direito à educação e à cultura, em igualdade de oportunidades.
Subscrevendo a Constituição da República Portuguesa, é para a nossa Escola fundamental contribuir ativamente para a superação das desigualdades económicas, sociais e culturais, para o desenvolvimento da personalidade e do espírito de tolerância, de compreensão mútua, de solidariedade e de responsabilidade, para o progresso social e para a participação democrática na vida colectiva.
O Estado consagra, através da Lei de Bases do Sistema Educativo, o princípio da liberdade de aprender e de ensinar, com tolerância para com as escolhas possíveis, entre as quais se encontra o Ensino Particular e Cooperativo. O Colégio assume-se como uma expressão concreta dessa mesma liberdade e do direito da família a escolher e orientar a educação dos seus filhos.
Os Pais – primeiros e principais educadores – têm o direito de programar a educação e a cultura dos seus filhos, segundo as suas próprias convicções filosóficas, estéticas, ideológicas ou religiosas, fundamentando essa escolha com base no projecto educativo e na identidade própria do Colégio.
Como consagra a Convenção Sobre os Direitos da Criança, para a nossa Escola, a educação tem como objectivo desenvolver a personalidade da criança, os seus dons e aptidões mentais e físicas, na medida das suas potencialidades. O respeito pelos direitos humanos e liberdades fundamentais, e pelos princípios consagrados na Carta das Nações Unidas, balizam a prática educativa do Colégio.
A Escola é a principal instituição complementar da família na garantia do direito à educação e um dos pilares fundamentais da vida em sociedade. A educação traduz a linguagem partilhada da família e da escola, na formação de indivíduos responsáveis, cidadãos conscientes e participativos.

2. A Identidade do Colégio Moderno / Modelo Educativo
O Colégio Moderno foi fundado com base nos grandes valores humanistas. A educação não se restringe ao ensino, mas engloba uma educação para os valores em que o respeito pelo outro, pela diferença e a tolerância e solidariedade são essenciais.
Promove a educação para a cidadania. Ser cidadão responsável e consciente dos seus direitos e deveres, valorizando a dimensão ética, é fundamental para uma vida harmoniosa em sociedade.
Defende a solidariedade nacional e internacional. Num mundo tão conturbado em que cada vez mais sobressaem as desigualdades e o consumismo desenfreado, o Colégio preconiza acções solidárias em que se envolve toda a comunidade educativa.
Assume-se como uma Escola laica. Aberta a todos os credos e religiões, pretende ser – como na sua fundação – um espaço de liberdade e de diálogo permanentes entre as várias correntes de pensamento.
Defende a autonomia e independência. Aliados a um espírito de grupo e de família, onde a afetividade impera, distinguem-se os valores de expressão individual, de liberdade de pensamento e autonomia no processo de ensino-aprendizagem, como pedras basilares para um desenvolvimento harmonioso e responsável.
Valoriza a responsabilidade, disciplina e participação. A expressão da individualidade de cada aluno é enquadrada pelo respeito das regras de funcionamento colectivo, no sentido da responsabilização e interiorização dos valores.
Promove os valores da Ecologia. A preservação da natureza e do meio ambiente, através do conhecimento dos recursos naturais e da sua utilização racional, concretizam-se na prática quotidiana alargada a toda a comunidade educativa.
Considera a língua portuguesa como uma das prioridades na formação pessoal dos alunos, meio privilegiado de expressão de uma identidade cultural, a preservar nas suas múltiplas manifestações.
Adopta as tecnologias de informação ao serviço do ensino-aprendizagem. Numa perspetiva de globalização da informação e do conhecimento, mas valorizando a dimensão do contacto entre culturas, a troca de experiências e o enriquecimento mútuo.
Defende a globalidade da formação do indivíduo. Escola com grandes tradições culturais, aposta na dimensão plural da realização criativa e da inovação, valorizando as vertentes de expressão plástica, a formação musical, desportiva, científica e tecnológica.
Defende a continuidade e complementaridade na formação dos alunos. A Escola preconiza a complementaridade dos agentes educativos – família, comunidade educativa, meio social – na partilha e defesa dos princípios e valores que regem a educação, alicerces da realização pessoal, afectiva, académica e profissional.

II. Objetivos Gerais e Opções Educativas

O Colégio Moderno procura concretizar em todos os níveis de ensino um projeto pedagógico global, enquadrado pelos objetivos gerais do Ensino Pré-Escolar, Básico e Secundário delineados pelo Ministério da Educação.
Este projecto constitui-se em torno de grandes eixos que estruturam e dão sentido a toda a ação educativa do Colégio.

1. Dimensão Global do Indivíduo
O Colégio Moderno tem como principal objectivo o desenvolvimento global e o crescimento harmonioso dos seus alunos. A prática educativa pressupõe o conhecimento das caraterísticas, manifestações e necessidades de cada estádio de desenvolvimento da criança e do jovem, no sentido de optimizar as suas possibilidades de crescimento e evolução.
Nos primeiros anos de vida da criança, a tónica é colocada no desenvolvimento e estimulação precoce da psicomotricidade e das capacidades sensoriais, que constituem o cerne da evolução das capacidades intelectuais.
Para o Colégio Moderno, a concretização das capacidades cognitivas e das aptidões específicas dos alunos constrói-se na relação com o outro, na comunicação e expressão dos afetos – a base da socialização.
Educar significa aliar a aquisição e domínio dos saberes ao espírito crítico, independente e participativo na sociedade, na afirmação quotidiana dos valores humanistas que norteiam esta Escola.
O Colégio privilegia a construção da autonomia e o desenvolvimento pleno e harmonioso da personalidade singular de cada um, enriquecidos na possibilidade de múltiplas expressões – plástica, musical, desportiva, científica e tecnológica.
A criatividade, inovação e sensibilidade artística são estimuladas e desenvolvidas no contacto com manifestações estéticas diversificadas.
A cultura física e desportiva afirma-se como componente fundamental do desenvolvimento físico e psíquico, espaço de partilha e de inter-ajuda, auto-disciplina, competitividade e sentido de grupo.

2. O Aluno – Sujeito e Objecto do Processo de Ensino-Aprendizagem
O Colégio Moderno defende uma prática pedagógica que coloca o aluno no centro das aprendizagens. Estas são diversificadas e contemplam os diferentes ritmos e necessidades de cada um.
O esforço e empenho, a capacidade de trabalho e perseverança do aluno, são permanentemente valorizados e incentivados no sentido do reforço da confiança, da auto-estima e do mérito, fundamentais ao bom desenvolvimento das capacidades individuais na realização escolar.
A reflexão sobre o próprio processo de aprendizagem, através da observação e do contacto com pessoas e instituições, é estimulado e concorre para um melhor conhecimento dos outros e de si.
O desenvolvimento de metodologias activas e inovadoras que apelem à participação do aluno na construção das suas aprendizagens, conduz a uma crescente autonomia e a uma permanente reflexão crítica.
Ajudar o aluno a utilizar as tecnologias de informação como instrumentos de trabalho habituais e quotidianos, sem descurar a importância relacional do trabalho em grupo, e apoiar um saudável espírito competitivo, mantendo as relações de entre-ajuda e de solidariedade com os outros, são passos fundamentais na preparação de um cidadão trabalhador e responsável.
Adotando o conceito de escola inclusiva, o Colégio atende às especificidades pedagógicas dos alunos com necessidades educativas especiais, no sentido da plena integração e de individualizar e personalizar as estratégias educativas, como método de prossecução do objectivo de promover competências universais que permitam a autonomia e o acesso à plena cidadania por todos.
A avaliação privilegia, para além dos produtos da aprendizagem, os processos subjacentes e o esforço do aluno numa perspetiva essencialmente qualitativa.

3. Educação para os Valores / Educação para a Cidadania
Alertar o aluno para as grandes causas, como o combate à violência e às desigualdades económicas e sociais, a injustiça, a desumanização das sociedades competitivas e consumistas, a destruição do património, a defesa do meio ambiente, e envolvê-lo em projectos de solidariedade nacional e internacional, são os pontos fulcrais da educação para os valores do Colégio Moderno.
Formar cidadãos conscientes, responsáveis e participativos numa sociedade democrática é, neste domínio, o principal objetivo.
O intercâmbio entre o Colégio e a comunidade envolvente proporciona a partilha de experiências e a concretização de vivências, projetos e ideias que relacionam a aprendizagem e a descoberta de valores numa perspetiva de compromisso com os outros e com o meio.
No cumprimento e na interiorização das regras da Escola complementa-se a educação cívica iniciada na família.
Procura-se fomentar nas relações entre os alunos e os restantes elementos da Escola, a prática de valores de convivência cívica, de respeito pelo outro e pela diferença, de tolerância e diálogo.

III. Finalidades Educativas

As finalidades educativas do Colégio Moderno, enquanto escola autónoma e independente com preocupações culturais e Projeto Educativo próprio, concretizam os objectivos acima delineados e visam proporcionar a todos uma igualdade de oportunidades.

1. Alunos
No que respeita aos alunos, a prática educativa do Colégio assenta na conceção global do desenvolvimento humano e complementaridade da formação pessoal e social do indivíduo. Neste contexto, destacam-se as dimensões humana, académica e cívica na formação dos nossos alunos.

1.1 Dimensão Humana
Favorecer o conhecimento de si próprio, alicerçado na interação positiva com os outros e na interiorização dos valores de justiça e de solidariedade.
Reforçar a auto-estima e a auto-confiança, com vista à plena expressão e desenvolvimento das capacidades individuais.
Estimular e desenvolver as capacidades sensoriais e cognitivas, permitindo uma realização mais integrada e autêntica do indivíduo no seu meio.
Proporcionar áreas diversificadas que permitam a expressão de aptidões e interesses distintos, promovendo a afirmação das características pessoais, no respeito pela diversidade.
Desenvolver atitudes de reflexão metódica e de abertura de espírito, condições de um pensamento dinâmico e exigente. Promover o sentido crítico e a capacidade de análise e de encontrar soluções alternativas para os problemas do meio envolvente.
Estimular a criatividade, a iniciativa e a realização autónoma, para uma melhor adaptação à mudança, numa atitude de abertura à novidade e de vontade transformadora.
Incentivar as manifestações culturais, artísticas, científicas e literárias, expressões diferenciadas da condição humana e social.
Implementar o espírito de entre-ajuda e cooperação, aliado aos valores do trabalho em grupo, organização, auto-disciplina e persistência.

1.2. Dimensão Académica
Promover a compreensão da estrutura e funcionamento da Língua Portuguesa, e favorecer a sua utilização com correcção e fluência nos diversos modos de comunicação.
Fomentar e desenvolver o interesse pela leitura e pela escrita, associado ao prazer da comunicação, da descoberta e da actividade criadora.
Favorecer o conhecimento dos valores relacionados com a língua, história e cultura, permitindo uma aproximação crítica à realidade envolvente e à sociedade em geral.
Assegurar a aprendizagem de línguas estrangeiras, contextualizadas social e culturalmente, com o objectivo de permitir a expressão fluente em pelo menos uma delas.
Reconhecer e acompanhar os ritmos individuais de aprendizagem de todos os alunos, promovendo a adaptação dos espaços, metodologias e materiais, em particular no que respeita a necessidades educativas especiais.
Assumir que todos os conhecimentos, quer associados às áreas científicas puras, quer às áreas humanísticas e sociais, deverão desenvolver nos alunos as capacidades de compreensão, expressão, interpretação, raciocínio lógico e hipotético, aplicação e solução de problemas, iniciativa, sentido crítico e gosto pela investigação.
Afirmar a importância dos avanços científicos e tecnológicos, e reconhecer a capacidade dos alunos em integrar novos conhecimentos e metodologias, implementando a sua aplicação e desenvolvimento numa perspectiva transdisciplinar.
Incentivar o interesse pela descoberta e pela investigação nos diversos campos do saber, com o recurso quotidiano a práticas laboratoriais e à experimentação.
Fomentar métodos e hábitos de trabalho que permitam o melhor conhecimento de si próprio e das suas características, promovendo a flexibilidade de metodologias e abordagens dos temas e materiais, valorizando os modos autónomos e construtivos do processo de ensino-aprendizagem.
Estimular os contactos com o mundo do trabalho através de visitas de estudo, conferências e debates, fortalecendo a relação entre a Escola e a Comunidade, numa concepção global e integradora do projecto de vida dos alunos.
Seleccionar a informação e promover a orientação escolar e profissional, integrada na realidade social e cultural da comunidade, em colaboração com as famílias.
Assegurar a formação técnica necessária ao eventual prosseguimento de estudos e à futura inserção no mundo do trabalho.
Promover a educação musical e a expressão plástica, para uma melhor compreensão das manifestações estéticas e culturais, e desenvolvimento das capacidades individuais.
Constituir um espaço privilegiado de respeito pelo outro e pelas regras de convívio social, de estímulo à competitividade e espírito de equipa, na prática desportiva diversificada.

1.3 Dimensão para a Cidadania
Implementar atitudes e hábitos positivos que favoreçam a maturidade sócio-afectiva, e que auxiliem a compreensão dos mecanismos de organização e funcionamento dos diferentes grupos sociais.
Fomentar o trabalho em equipa, favorecendo a realização de projectos individuais ou colectivos de interesse social e cívico, e a participação em grupos de debate e análise de problemas de interesse geral.
Promover uma educação para a saúde, que contemple as regras básicas de higiene pessoal e coletiva, o desenvolvimento de valores e atitudes positivas em relação à sexualidade, e uma acção responsável e criativa na defesa e melhoria da qualidade de vida.
Criar as bases de uma atitude consciente face aos papéis de produtor e consumidor na sociedade atual, e promover opções esclarecidas e responsáveis.
Promover o conhecimento da complexidade das inter-relações do indivíduo com o meio ambiente, e incentivar o envolvimento pessoal na solução e prevenção dos problemas ambientais com acções geradoras de responsabilização individual e coletiva.
Garantir o acesso à informação que permita a compreensão adequada dos significados e implicações das relações com outros espaços e culturas, nomeadamente no âmbito da União Europeia, dos países de língua oficial portuguesa e de outros organismos e instituições internacionais.
Formar cidadãos empenhados na defesa dos valores permanentes da cultura portuguesa e da sociedade em geral, com base em práticas quotidianas na comunidade local, regional e nacional.
Promover a consciência individual e colectiva, no acompanhamento da expansão global das novas oportunidades culturais, sociais, científicas e tecnológicas, actualizadas na perspetiva do humanismo universalista, da solidariedade internacional e da defesa dos direitos humanos.

2. Corpo Docente
O Colégio acredita que um corpo docente estável, com dedicação exclusiva e que se identifica com o seu Projecto Educativo, constitui um fator de equilíbrio primordial para o bom funcionamento da Escola.
Procura-se reunir condições de trabalho que fomentem um bom ambiente e em que as relações interpessoais sejam valorizadas. O espírito de diálogo e de trabalho em equipa de toda a comunidade educativa é, neste sentido, particularmente incentivado, estimulando-se o envolvimento ativo e crítico no planeamento, execução e avaliação das atividades desenvolvidas.
A Direção da Escola sublinha a importância e o prestígio que os professores devem assumir na formação dos seus alunos, enquanto modelos de identificação e de referência. Neste contexto, valoriza-se a comunicação e a partilha de linguagens entre Pais, Professores e Direção da Escola, no sentido de uma prática pedagógica coerente, estável e securizante.
Na relação professor/aluno é estimulado o conhecimento aprofundado dos jovens, das suas caraterísticas pessoais e de vida, num regime de acompanhamento personalizado de tipo tutorial.
Reconhece-se a importância de uma atualização permanente dos professores, e nesse sentido, promove-se o acesso a meios de formação contínua. Incentiva-se a participação em acções de formação, a frequência em seminários e cursos de cariz científico e pedagógico que permitam ao Professor valorizar-se profissionalmente e melhorar o seu desempenho.
A divulgação de publicações e ações de formação, em diversos suportes, versando sobre estratégias de ensino-aprendizagem, gestão curricular, didáctica das disciplinas e novos conteúdos programáticos é estimulada, contribuindo para a atualização de técnicas e metodologias, assim como para o aprofundamento de conhecimentos e saberes.
A dinamização dos grupos disciplinares e a implementação do trabalho multidisciplinar são, igualmente, práticas constantes fomentadas pela Escola.
A aquisição, produção e conservação do material didáctico são, tanto quanto possível, assegurados pela Escola o que permite ao Professor adequar os instrumentos de trabalho às exigências programáticas e aos avanços tecnológicos.

3. Pais e Encarregados de Educação
O Colégio considera essencial a participação das Famílias na educação dos seus filhos e educandos. Neste contexto, envolve e implica os Pais e Encarregados de Educação no seu Projeto Educativo.
A Direção, os Coordenadores de Ano e os responsáveis pelas diferentes secções afiguram-se como entidades privilegiadas no permanente diálogo Escola/Família.
Enquanto Escola Particular integrada no sistema educativo nacional, o Colégio Moderno divulga a sua organização, o regulamento interno, o regulamento administrativo e as suas caraterísticas específicas de funcionamento, no sentido de uma opção esclarecida e participada dos Pais e Encarregados de Educação.
A partilha de informação entre os vários agentes educativos é actualizada ao longo do ano e complementada com o enquadramento constante do percurso escolar do aluno nos diversos contextos de vida em que se insere, no sentido de uma formação plural e integradora.
A ação conjunta Escola/Família permite desenvolver o conceito de formação global dos indivíduos, articulando a informação mútua de aspectos específicos do processo de ensino-aprendizagem, com o conhecimento partilhado e fundamental de aspectos mais gerais do desenvolvimento dos alunos, nomeadamente os seus interesses, atitudes e motivações.
A participação das Famílias em diversos eventos culturais e desportivos, festas escolares, concertos, conferências e ações de sensibilização, constituem momentos privilegiados para o estreitamento dos laços entre toda a comunidade educativa, sendo, por isso, amplamente incentivados.

IV. Avaliação

O Projeto Educativo do Colégio Moderno foi concebido no sentido de traduzir os grandes princípios – humanistas e de educação para os valores – adoptados desde a sua fundação.
Na nossa concepção, o projeto educativo de uma escola deve também ajustar-se às transformações e exigências da realidade envolvente e da sociedade em geral, pelo que se afirma essencialmente como um documento dinâmico, aberto a periódicas revisões e atualização.
Na elaboração anual dos planos de atividades das várias Secções do Colégio são contemplados os princípios, objetivos e finalidades delineados no Projeto Educativo e programadas múltiplas iniciativas e ações que os concretizam.
A Direção do Colégio assume a responsabilidade de garantir o cumprimento deste projeto e avaliar a atividade da Escola em função do mesmo.
Periodicamente, a Direção reúne um grupo de trabalho e reflexão, expressão das diversas sensibilidades e vivências do universo escolar, que elabora a revisão e atualização do Projeto Educativo do Colégio.